Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
20/05/24 às 14h33 - Atualizado em 20/05/24 às 14h45

Retirada de ingressos do Jungle Fight tem prazo estendido

Evento, que será realizado na Arena BRB Nilson Nelson no sábado (25), às 19h, oferece entrada franca mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível ou água potável

 

O prazo para a retirada de ingressos do evento Jungle Fight 126 foi estendido. O período de distribuição dos ingressos foi prorrogado até sexta-feira (24). Os ingressos podem ser retirados no Nilson Nelson das 8h às 17h, na bilheteria 2 próxima à Play Tênis.

 

O Jungle Fight 126 oferece entrada franca mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível ou água potável | Foto: Divulgação/SEL-DF

 

O gestor da pasta, Renato Junqueira, destacou a importância do evento e a decisão de prolongar a retirada dos ingressos. “O Jungle Fight é um evento de grande relevância para o esporte brasileiro e oferece uma oportunidade única para a comunidade do DF vivenciar artes marciais. Decidimos prolongar o prazo para a retirada dos ingressos para garantir que todos tenham a chance de participar”, explica.

 

O evento será realizado na Arena BRB Nilson Nelson no sábado (25), às 19h. O Jungle Fight 126 oferece entrada franca mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível ou água potável.

 

Foto: Bruno Leão | SELDF

 

Até o momento, as arrecadações já ultrapassaram 4 toneladas e já são mais de 10 mil ingressos já distribuídos. Todas as doações estão sendo encaminhadas ao Comitê de Emergência Brasília pelo Sul, comandado pela Chefia-Executiva de Políticas Sociais e coordenado pela primeira-dama do DF, Mayara Noronha Rocha.

 

Brasília pelo Sul

 

 

Todas as ações da campanha Brasília pelo Sul, lançada pelo Governo do Distrito Federal (GDF) para ajudar as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul, são coordenadas pela Chefia-Executiva de Políticas Sociais, liderada pela primeira-dama do Distrito Federal, Mayara Noronha Rocha. Por meio da iniciativa, serão enviados aos municípios afetados pelas enchentes mantas, roupas, alimentos, água, utensílios, itens de higiene e outros objetos.

 

por Gabriela Morais, Ascom/SELDF *