Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
10/06/24 às 10h50 - Atualizado em 10/06/24 às 11h15

Gente do DF: Compete Brasília investe no talento de mais de 1,3 mil atletas da capital

Com um investimento de R$ 2,1 milhões, o programa financia o transporte para a participação de esportistas em torneios nacionais e internacionais

 

Voltar à vida de atleta não tem sido uma tarefa fácil para o servidor público Ledio Laboissière, de 48 anos, mas com a ajuda dos programas de incentivo do Governo do Distrito Federal (GDF), ele retomou a carreira e tem participado de competições nacionais de artes marciais pelo programa Compete Brasília. Somente de janeiro a meados de junho, a iniciativa já beneficiou 1.396 atletas com um aporte de R$ 2,1 milhões.

 

“O apoio do Compete Brasília me fez retomar a vida de atleta do kung fu, já pratico há 30 anos essa modalidade e agora voltei para as competições. O programa nos possibilita viajar para as disputas de maneira gratuita. É menos um custo para os profissionais e dá a oportunidade para aqueles que não têm condições financeiras de participar de campeonatos fora do DF”, destaca Ledio.

 

O atleta é integrante da Federação de Artes Marciais Educativas do DF e da Confederação de Artes Marciais do Brasil e representou o DF recentemente no Campeonato de Artes Marciais, em Natal, no Rio Grande do Norte, onde conquistou as medalhas de ouro nas formas criativas com armas e de prata nas formas criativas mãos livres. Agora, o agente de trânsito do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) se prepara para mais um grande desafio: participar do Campeonato Mundial de Artes Marciais, na Argentina. “Representar minha cidade e meu país será uma grande honra”, diz.

 

O servidor público Ledio Laboissière retomou a carreira de atleta e tem participado de competições nacionais de artes marciais pelo programa Compete Brasília | Fotos: Tony Oliveira/Agência Brasília

Programa

 

O Compete Brasília é um programa desenvolvido pela Secretaria de Esporte e Lazer do DF (SEL) e financia a participação de atletas e paratletas de alto rendimento das mais diversas modalidades em campeonatos nacionais e internacionais. A ajuda de custo vem na forma de passagens aéreas para destinos nacionais ou internacionais e transporte terrestre para deslocamento de grandes delegações em território nacional.

 

O titular da SEL, Renato Junqueira, acredita que quanto mais investimentos os atletas recebem, maiores são os resultados para os profissionais, para o esporte brasiliense e até para o país. “Somente nestes primeiros meses de 2024, beneficiamos mais de 1.300 atletas. Isso representa um salto expressivo no fomento ao esporte no DF. Oportunizar aos atletas a competição em outros estados e até mesmo internacionalmente é dar também condições possíveis para alcançar o sucesso em suas carreiras esportivas”, afirma.

 

Por meio de incentivos e apoio financeiro, o programa procura estabelecer condições favoráveis para que os atletas possam se dedicar inteiramente às suas modalidades e obter resultados notáveis em competições locais, nacionais e internacionais

 

Por meio de incentivos e apoio financeiro, o programa procura estabelecer condições favoráveis para que os atletas possam se dedicar inteiramente às suas modalidades e obter resultados notáveis em competições locais, nacionais e internacionais. “Nossa responsabilidade enquanto poder público é garantir que esses atletas sejam apoiados em todos os momentos da jornada. Isso inclui fornecer recursos adequados, oportunidades de treinamento de qualidade e um ambiente propício para o desenvolvimento de seus talentos”, completa Junqueira.

 

Em 2023, mais de 4 mil atletas foram beneficiados no programa e o GDF investiu mais de R$ 8 milhões em passagens nacionais, internacionais e terrestres para os esportistas.

 

Inscrição

 

A inscrição no Compete Brasília não tem limite de idade nem exige comprovação de renda – qualquer atleta pode pleitear o custeio do transporte aéreo ou terrestre. As solicitações devem ser cadastradas com prazo máximo de 40 dias antes da data prevista para o início de competições nacionais e, no máximo, 60 dias antes do início de competições internacionais. Confira a documentação exigida aqui.

 

Agência Brasília*