Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/06/21 às 11h20 - Atualizado em 7/06/21 às 11h38

Centro Olímpico e Paralímpico do Recanto das Emas ganha limpeza e pintura

Em breve a população poderá utilizar o espaço que ganhou uma série de melhorias do programa GDF Presente

 

Ponto de encontro de atletas amadores e profissionais do Distrito Federal, o Centro Olímpico e Paralímpico (COP) do Recanto das Emas enfrenta a pandemia de portas fechadas. O movimento da comunidade nas práticas esportivas como corrida, futebol e natação está suspenso. Mas os trabalhos para deixar o espaço pronto para uso da população, quando for o momento adequado, continuam a todo vapor.

 

“Nesse período, em que parte das atividades continua suspensa, estamos arrumando a casa para deixar todos os espaços esportivos da cidade melhores que antes da pandemia. As equipes do Governo do Distrito Federal (GDF) atuam ativamente para reformar cada vez mais nossos equipamentos esportivos”, destaca a secretária de Esporte e Lazer (SEL), Giselle Ferreira. As mudanças fazem parte do cronograma do programa GDF Presente.

 

No COP do Recanto das Emas está sendo assim. São cerca de 20 mil metros quadrados voltados ao esporte com acessibilidade a pessoas com deficiência na quadra 604, ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região administrativa. Além de uma piscina semiolímpica, há uma quadra coberta, outra descoberta, uma pista de atletismo, uma quadra de areia, e um campo de futebol sintético.

 

Material

Foram aplicados pelo menos 62 litros de tinta na pintura de todos os meios-fios e das arquibancadas da piscina, do campo de futebol e da pista de atletismo. Também foi feita a capina e retirada de matos da quadra de areia e desobstruídas as bocas de lobo. “Viemos só pintar os meios-fios e já expandimos os trabalhos para dar uma cara nova ao local”, conta o coordenador do Polo Sul, responsável por atender a região pelo GDF Presente, Carlos Alberto Alves.

 

 

Todo o trabalho foi executado por sete reeducandos do programa Mãos Dadas, ligado à Secretaria de Administração Penitenciária. O material utilizado para a pintura foi cedido pela administração da unidade do Recanto das Emas. “A diferença depois dessa pintura é notável, tanto para quem vê do lado de dentro quanto para quem passa pela rua e o vê de fora”, afirma o diretor do respectivo COP, Erasmo Carlos Lopes.

 

COM INOFORMAÇÕES E FOTOS DA AGÊNCIA BRASÍLIA