Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
29/08/23 às 10h31 - Atualizado em 29/08/23 às 10h38

Ação do GDF retira 1,7 tonelada de lixo do lago do Parque da Cidade

Batizada de Operação Lagoa Azul, a iniciativa reuniu diversos órgãos do governo para recolher resíduos dos arredores e dentro do tanque; a atuação ocorrerá mensalmente

 

Uma ação conjunta entre órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF) retirou 1.710 quilos de resíduos da parte interna e dos arredores do lago do estacionamento 10 do Parque da Cidade Sarah Kubitschek. Entre o lixo recolhido estavam galhos de árvores, pedaços de madeira, plásticos, latas e até restos de um aparelho celular. O material foi levado para a Usina de Tratamento Mecânico Biológico da Asa Sul, do Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

 

Batizada de Operação Lagoa Azul, a iniciativa ocorreu na sexta-feira (25) com a participação de cerca de 100 profissionais e reeducandos | Fotos: Divulgação/GDF Presente

 

“Retiramos quase duas toneladas de lixo em menos de quatro horas de ação. O Parque da Cidade, patrimônio cultural e histórico de Brasília, merece ser preservado. Aproveito e faço um pedido que a população também cuide dele. O meio ambiente agradece”, afirma o diretor-presidente do SLU, Silvio Vieira.

 

Batizada de Operação Lagoa Azul, a iniciativa ocorreu na última sexta-feira (25) com a participação de cerca de 100 profissionais, entre reeducandos do projeto Mãos Dadas – coordenado pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seape) -, garis do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e servidores da Administração do Parque da Cidade – vinculada à Secretaria de Esporte e Lazer do Distrito Federal (SEL-DF) -, do programa GDF Presente da Secretaria de Governo (Segov), do Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) e da Fundação Zoológico de Brasília.

 

“Foi uma ação muito produtiva, porque ajuda a preservar a fauna e a flora do Parque da Cidade. Temos ali no lago gansos, patos, tartarugas e várias espécies de peixes, como tilápias e carpas, que precisam ser protegidas”, afirma o administrador do Parque da Cidade, Todi Moreno.

 

O material retirado do lago foi levado para a Usina de Tratamento Mecânico Biológico da Asa Sul do Serviço de Limpeza Urbana (SLU)

 

De acordo com o responsável pelo equipamento público, após o mutirão, a ação será repetida mensalmente no espaço. “Também vamos intensificar o trabalho de conscientização do público frequentador para que faça o descarte correto dos resíduos nas lixeiras distribuídas pelo parque”, anuncia.

 

Com 157 mil m² de superfície e profundidade que varia entre 50 cm e 1,5 m, o lago costuma servir de cenário para frequentadores aproveitarem ao ar livre, confraternizar e fazer piqueniques.

 

Melhorias

 

Em 11 de outubro, o Parque da Cidade Sarah Kubitschek completa 45 anos. No ano do aniversário, o equipamento público passa por algumas melhorias, como a construção de áreas acessíveis nos estacionamentos 10 e 13, a reforma do Castelinho e a retirada dos pinheiros dos estacionamentos 4 e 5.

 

Agência Brasília