Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/02/19 às 15h44 - Atualizado em 25/03/19 às 17h53

Secretário de Esporte propõe parceria com federações esportivas

COMPARTILHAR

O secretário de Esporte e Lazer, Leandro Cruz, reuniu-se  nesta quinta-feira (15) com representantes das federações esportivas do Distrito Federal para propor parceria para o desenvolvimento de atividades nos Centros olímpicos e Paralímpicos do DF.

 

Leandro destacou que o Distrito Federal tem reconhecido destaque esportivo em nível nacional e isso pode e deve ser ampliado. “O esporte de Brasília é muito forte nacionalmente e isso se deve também ao trabalho das federações.  Por isso, convido as federações para ocuparem os espaços dos Centros para continuar esse trabalho e apresentar outros projetos”, destacou.

 

Os espaços  oferecidos pelo secretário são os 12 Centros Olímpicos e Paralímpicos.  As unidades têm atividades o ano inteiro, mas a proposta é ampliar o atendimento para a
comunidade.  “Queremos oferecer atividades para os idosos, por exemplo, e os centros são os locais que podem  ser usados em parcerias com as federações”, disse Cruz. Para isso ocorrer, ele pediu que as entidades enviem  projetos, incluindo  atividades para qualquer idade.

 

“Temos condições de cada federação montar uma proposta para ser desenvolvida nos nossos Centros”, afirmou, informando também que a Secretaria de Esporte e Lazer vai implementar 46 núcleos esportivos no Distrito Federal e, para que funcionem bem, o secretário pediu que as federações indiquem professores.

 

Para a reforma dos Centros Olímpicos e Paralímpicos,  Leandro Cruz revelou que a Secretaria dispõe de R$ 7 milhões que foram destinados pelo Ministério do Esporte (atual Secretária Nacional de Esporte).  Os recursos serão usados para melhorias nas piscinas e nos sistemas hidráulicos e elétricos de todas as unidades.

 

O secretário disse ainda que está com as portas abertas para todas  as federações, independentemente de qual seja a modalidade. “Nossa missão aqui é fazer uma boa política esportiva e democratizar o acesso do esporte para todos”.