Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/08/20 às 16h43 - Atualizado em 25/08/20 às 16h43

Secretaria de Esporte e Lazer visita programa Saúde do Atleta

COMPARTILHAR

A Secretaria de Esporte e Lazer conheceu, nesta segunda-feira (24), o programa Saúde do Atleta, que atende municípios de todo o país e o Distrito Federal, por meio de serviços nas áreas de saúde, educação e esporte. A iniciativa do Centro Multiprofissional de Estudos e Orientação sobre o Bullying Escolar (Cemeobes), que atua em parceria com instituições públicas e privadas, propõe ampliar o acolhimento de praticantes de modalidades esportivas na capital federal.

 

A instituição trabalha desde a parte física, como tratamento de torções, condicionamento físico e fisioterapia até a questão nutricional, passando por tratamentos psicológicos. Atualmente, por conta da pandemia de coronavírus, boa parte do atendimento está sendo realizado de maneira virtual, com ministração de aulas por plataformas da internet. Há o pagamento de mensalidade por parte do interessado. Na capital federal, há unidades em Taguatinga, São Sebastião, Gama, entre outras regiões.

 

“Estamos reunindo forças, por meio de possíveis parcerias para que os atletas de Brasília tenham, cada vez mais, o melhor atendimento na área do esporte. Neste momento tão difícil, em que todos estão isolados, o esporte se mostra ainda mais fundamental, para salvar e resgatar vidas. Estou muito feliz de estar aqui para saber mais sobre essa iniciativa. Estamos desenvolvendo programas que vão dar a possibilidade de ajudar entidades que se mostrem sérias na área esportiva”, reforça a secretária de Esporte e Lazer, Celina Leão.

 

O secretário Executivo de Futebol, Paulo Victor, também esteve presente no evento e pode contar um pouco sobre a experiência da Pasta na área social. “Dar uma oportunidade quem quer investir no futebol é um agregador. Às vezes, as crianças não têm essa chance nas escolas. Temos parceria com escolas de futebol, por exemplo, para encaminhar crianças e adolescentes dos nossos Centros Olímpicos e Paralímpicos que querem uma oportunidade na modalidade. Nós incentivamos boas parcerias”, salienta.

 

A proposta da coordenadora de projetos do Centro Multiprofissional de Estudos e Orientação sobre o Bullying Escolar (Cemeobes, Rivane Pedra) é se reunir, em breve, com representantes da pasta do Esporte para apresentar o planejamento técnico do projeto para a validação de uma futura parceria. “Nós cuidamos do corpo, da alma e do espírito do praticante. Temos profissionais capacitados para avaliar integralmente cada pessoa”, explica.