Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/07/20 às 20h18 - Atualizado em 16/07/20 às 20h22

Secretaria de Esporte e Lazer comemora aprovação de ações emergenciais para esportistas na Câmara dos Deputados

COMPARTILHAR

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira ações emergenciais destinadas ao setor esportivo, enquanto o isolamento social e a quarentena estiverem em vigor. Entre as medidas de socorro ao setor estão o auxílio para atletas, a renegociação de dívidas de entidades, as linhas de crédito, somando o montante de R$ 1,6 bilhão para os trabalhadores. A secretária de Esporte e Lazer, Celina Leão, celebrou a aprovação do texto, que segue para votação no Senado Federal.

 

“Estamos mantendo todos os programas da Secretaria de Esporte e Lazer, mesmo os atletas não praticando as modalidades por consequência da pandemia, porque entendemos que os esportistas continuam precisando desse auxílio. Esse projeto é mais um suporte importantíssimo. Com certeza estarei lutando para o texto ser aprovado no Senado”, reforçou. De acordo com a redação, profissionais – entre atletas, paratletas, técnicos, preparadores, professores de educação física, árbitros, promotores de competições, profissionais de saúde, massagistas, entre outros – terão direito a três parcelas de auxílio emergencial de R$ 600.

 

Para receber o auxílio, os profissionais devem comprovar atuação na área esportiva nos 24 meses anteriores à lei, não ter emprego formal ativo, e cumprir os requisitos financeiros de ter renda per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários. Estão vetados a receber a quantia aposentados e beneficiados por seguro-desemprego, Bolsa-Atleta ou pessoas que já tenham recebido o auxílio emergencial.

 

COM INFORMAÇÕES DA AGÊNCIA CÂMARA DE NOTÍCIAS