gototop
FacebookTwitterFlickrYoutube
Terça, 28 Novembro 2017

Centros Olímpicos e Paralímpicos participam de Paralimpíadas Escolares

  Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer

Os 17 alunos de sete unidades esportivas conquistaram 26 medalhas

Com representantes de todas as unidades da federação, dois importantes eventos do desporto escolar movimentaram o país na semana passada. Enquanto mais de 4 mil jovens disputaram os Jogos Escolares da Juventude em Brasília, cerca de 900 atletas participaram das Paralimpíadas Escolares, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. A delegação brasiliense formada por 51 competidores voltou vitoriosa para casa.

O total de 58 medalhas – sendo 21 de ouro, 18 de prata e 19 de bronze – garantiu ao Distrito Federal a terceira posição, com 379 pontos, no ranking geral, apenas dois pontos a menos que Santa Catarina, a segunda colocada. São Paulo conquistou o primeiro lugar, com 458 pontos. Dos competidores do DF de escolas públicas e particulares, 17 também representam os Centros Olímpicos e Paralímpicos.

"Estamos muito felizes com os resultados do Distrito Federal nas Paralimpíadas, sendo a terceira unidade federativa com mais pontos atingidos. Isso mostra a evolução do esporte na nossa capital, tanto da dedicação dos esportistas da cidade quanto da sensibilização da comunidade em geral e governo para a área esportiva", avalia a secretária de Esporte, Turismo e Lazer, Leila Barros.

As unidades de Brazlândia, Santa Maria, Ceilândia (Parque da Vaquejada e Setor O), São Sebastião, Gama e Sobradinho encaminharam jovens de atletismo, bocha e natação. Destaque para o Centro Olímpico e Paralímpico do Gama que levou oito medalhas. Somente Lucas Nicollas Souza Barros, 16 anos, da natação da classe S13 (deficiência visual), medalhou em seis oportunidades, sendo cinco de ouro e uma de prata.

A representante do Gama na bocha, Débora Lorrane da Silva Correia, 12 anos, conquistou a prata, na classe BC4 (que conta com atletas com deficiências severas, mas que não precisam de auxílio), após ser considerada atleta há apenas um ano. Ela foi diagnosticada com câncer na medula óssea aos quatro anos, mas passou por uma cirurgia que lhe permitiu por alguns meses. No entanto, em um segundo procedimento, perdeu o movimento dos membros inferiores.

Veja o desempenho dos alunos das unidades esportivas

Centro Olímpico e Paralímpico de Brazlândia

Atletismo – classe T37 (paralisia cerebral) – Kemmilly Gabrielle Gomes de Alcântara.
PRATA – Salto em distância
BRONZE – 400 metros
BRONZE – 100 metros

Centro Olímpico e Paralímpico de Santa Maria

Bocha – classe BC2 (sem recebimento de assistência) – Eduardo dos Santos Vasconcelos
PRATA

Natação – classe S8 (nado livre, com limitações físico-motoras) – Sarah Fernandes Izidoro dos Santos
4º lugar – 50 metros
5º lugar – 100 metros

Centro Olímpico e Paralímpico de Ceilândia (Parque da Vaquejada)
Atletismo – classe T46 (amputados ou deficiências nos membros superiores ou inferiores) – Vinícius dos Santos
PRATA – Salto em distância
BRONZE – 100 metros
Natação – classe S9 (com limitações físico-motoras) – Nathalya Guedes
PRATA – 50 metros livre
PRATA – 50 metros costas
BRONZE – 50 metros peito

Natação – classe S9 (com limitações físico-motoras) – Arthur Alves de Oliveira
BRONZE – 50 metros livre
4º lugar – 50 metros costas
4º lugar – 50 metros peito

Bocha – classe BC3 (Usam instrumento auxiliar, podendo ser ajudado por outra pessoa) – Gabriela Vieira
9º lugar

Centro Olímpico e Paralímpico do Gama

Bocha – classe BC4 (Outras deficiências severas, mas sem recebimento de assistência) – Debora Lorrane da Silva Correia
PRATA

Atletismo – classe T54 (competidores em cadeira de rodas) – Hiago de Jesus Luciano de Sousa
PRATA – 100 metros

Natação – classe S13 (com deficiência visual) – Lucas Nicollas Souza Barros
OURO – 100 metros borboleta
OURO – 100 metros livre
OURO – 100 metros peito
OURO – 100 metros costas
OURO – 200 metros medley
PRATA – 50 metros livre

Natação – classe S13 (com limitações físico-motoras) – Thalisson Felipe Leopoldo Borges
5º lugar – 100 metros livre
5º lugar – 50 metros livre

Centro Olímpico e Paralímpico de São Sebastião
Atletismo – classe T13 (deficientes visuais) – Lucas Ricardo Costa Cantanhede
OURO – Arremesso de peso
5º lugar – 100 metros

Atletismo – classe F37 (paralisia cerebral) – Lucas Carvalho de Oliveira
PRATA – Lançamento de dardo
BRONZE – 100 metros
BRONZE – Arremesso de peso
Bocha – classe BC3 (Usam instrumento auxiliar, podendo ser ajudado por outra pessoa) – Gabriel da Conceição
BRONZE

Centro Olímpico e Paralímpico de Ceilândia (Setor O)
Atletismo – classe T13 (deficientes visuais) – Henrique Alexandre da Silva
BRONZE – 100 metros rasos
BRONZE – Salto em distância
BRONZE – 400 metros rasos

Natação – classe S14 (com deficiência intelectual) – Matheus Luis Bezerra dos Santos
10º lugar – 100 metros costas
11º lugar – 100 metros livre
15º lugar – 100 metros peito

Centro Olímpico e Paralímpico de Sobradinho
Bocha – Bocha – classe BC2 (sem recebimento de assistência) – Érika Bernardi

VOCÊ EST? AQUI: Início Comunicação Institucional Notícias do Esporte Centros Olímpicos e Paralímpicos participam de Paralimpíadas Escolares