Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/10/19 às 23h35 - Atualizado em 6/10/19 às 23h55

Candangos lotam as arquibancadas do Grand Slam Brasília

COMPARTILHAR

Raphael Silveira

O primeiro dia de competições do Grand Slam Brasília terminou com noves medalhas para os atletas  brasileiros sendo duas medalhas de ouro, quatro de prata e três de bronze. E não foi apenas os atletas nacionais que saíram satisfeitos dos tatames do Centro Internacional de Convenções do Brasil,  neste domingo (6). A  festa também foi do público que compareceu em massa para prestigiar o evento.

 

A torcida não tirou os olhos dos brasileiros durante todo dia de competição. O público total  foi de 3198. E eles presenciaram a maior competição de judô que o Distrito Federal já recebeu. E ainda conferiram  cinco finais brasileiras.  O primeiro ouro do Brasil veio com a dobradinha no pódio com  Eric Takabatake (-60kg), medalha de ouro, e Allan Kuwabara,  que ficou com a prata. A outra medalha dourada brasileira foi de Daniel Cargnin (-66 Kg) após vencer o italiano Manuel Lombardo.

 

“A equipe masculina está passando por uma renovação. Eu só tenho a agradecer a quem me ajudou e estou muito feliz pela medalha e agora ir atrás de outros resultados importantes também”, destacou o atleta gaúcho Daniel.

 

Nas arquibancadas o clima era de muita festa e celebração. O CICB ficou pequeno para a torcida que foi conferir os ídolos do judô como Rafaela Silva, Charles Chibana, Eric Takabatake e Daniel Cargnin.

 

Na fila para assistir as lutas finais, a administradora Adriana Braga, 49 anos, acompanhada pelo personal trainer, Nonato Peres, 47 anos e Davi Lucas, de 6 anos. “Eu fiz questão de trazer meu filho para mostrar este grande evento aqui em Brasília. É algo que vai ficar na história dele. Nós também praticamos judô e o Grand Slam Brasília faz ele ver os ídolos e aprender um pouco mais”, comentou Nonato. Ele e o pequeno Davi são alunos de Takeshi Miura, faixa vermelha 9o Dan e do árbitro André Mariano, que representa o Brasil nesta competição.

 

IJF – Federação Internacional de Judô

Para o secretário de Esporte e Lazer, Leandro Cruz, o Distrito Federal e os judocas de Brasília abraçaram o Grand Slam, e isto foi fundamental para o sucesso do primeiro dia do evento. “Encerramos o primeiro dia, do maior Grand Slam da história brasileira, com muito sucesso e alegria. Com uma sensação de dever cumprido. As arquibancadas  ficaram lotadas. A população de Brasília e a família do judô do DF estavam presentes assistindo e envolvidos na organização; Eles trabalharam para o bom funcionamento do evento. E do ponto de vista esportivo nós vibramos com as finais dos atletas nacionais. Foi um domingo muito positivo”, destacou.

 

O Grand Slam Brasília será realizado até terça-feira. Nesta segunda-feira, as disputas começam as 11 horas da manhã.

 

Grand Slam Brasília

A competição conta com a participação de 360 atletas de 61 países, que disputam, em 14 categorias, pontos no ranking classificatório para os Jogos Olímpicos. Esta será a quinta vez que o Brasil recebe o evento – as quatro primeiras edições (2009 a 2012) ocorreram no Rio de Janeiro.

 

 

Acompanhe o Grand Slam Brasília no Instagram: @esporte.df