Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/06/19 às 17h07 - Atualizado em 17/06/19 às 10h28

Conheça os esportistas que viajam pelo Compete Brasília neste fim de semana

COMPARTILHAR

Atual campeão Sul-Americano da Paracanoagem Oceânica, Califa Filho, participa neste fim de semana (15 e 16) em Palmas (TO), do Campeonato Brasileiro de Canoagem e Paracanoagem Maratona. A competição vale pontos para o ranking mundial. “No último fim de semana eu fui campeão brasiliense nesta categoria. E, em Palmas, esta prova vale vaga para o mundial na China, em outubro. Eu tenho bastante chance de conquistar esta vaga”, comentou.

 

Em setembro, Califa vai participar também do Mundial de Canoagem Oceânica em Quiberon, na França. A primeira vez que Califa pediu passagens pelo Compete Brasília foi no ano passado, para o Sul-Americano em Punta del Leste, Montevidéu. “Foi graças ao Compete Brasília que eu me consagrei campeão, se não fosse por ele, eu nem teria ido”.

 

Califa explica que ele participa de três tipos de provas de canoagem e que este ano ele deu prioridade para a Oceânica e Maratona. “Eu participo de três categorias da canoagem. A Oceânica que é disputada no mar; a Velocidade, que é uma prova curta, que dura em média um minuto; e a canoagem Maratona, que dura em média duas horas e este ano eu estou mais focado nas provas de Maratona e Oceânica porque são provas que eu me adapto melhor devido ao meu perfil físico e fisiológico”, concluiu.

 

Neste ano, além do Campeonato Brasiliense, Califa Filho também participou da 1ª Etapa do Campeonato Brasileiro, em São Sebastião, em São Paulo, em que terminou em segundo lugar, e da 2ª etapa do Campeonato Brasileiro Oceânico, em Itajaí, SC.

 

Paraciclismo

Quem viaja também é o paraciclista Dave Raposo Lemos, 41 anos, que sabe bem o caminho que precisa percorrer para alcançar o seu maior objetivo: ingressar nos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020. O próximo passo será em São Paulo, de 14 a 17 de junho, no Circuito Panamericano de Paraciclismo, em que compete na categoria MH1 – para tetraplégico. Na edição do ano passado, o esportista levou a medalha de ouro na prova de contra relógio, e prata na prova de estrada.

 

Agora, ele quer ser campeão nas duas para pontuar no ranking nacional. Após o campeonato, Dave Raposo ainda participa, em novembro, respectivamente, da Copa do Mundo de Paraciclismo, no Canadá, e do Brasileiro da modalidade, em São Paulo. No próximo ano, ainda há a possibilidade de conquistar pontos em mais torneios antes de sair o resultado oficial dos cinco representantes brasileiros nas Paralimpíadas.