Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/04/19 às 17h49 - Atualizado em 17/04/19 às 17h56

Compete Brasília: Paratleta de jiu-jitsu e atletas da patinação representam o DF em Abu Dhabi e Orlando

COMPARTILHAR

O paratleta Kelvin Fonseca, 24 anos, o número 1 do ranking brasiliense, embarca para Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, para o Mundial Jiu-Jitsu 2018/2019, de 20 a 26 de abril, e pretende voltar para casa com o título. O rapaz compete na categoria 85 kg, faixa marrom, na classe N. Na última edição, ele conquistou a medalha de ouro na categoria absoluto e a medalha de prata na sua categoria de origem.

 

Desde 2014, o brasiliense viaja pelo programa Compete Brasília. “Todas as competições internacionais que participei foram por meio do programa. Realmente não teria dado certo se não fosse o Compete Brasília”, avalia o rapaz, que acorda todos os dias às 4h30, dando início à sua rotina de treinamentos. “Minha ambição é chegar ao topo do ranking no fim da temporada”, completa.

 

Em campanha para transformar o jiu-jitsu em modalidade olímpica e paralímpica em 2024, os esportistas da modalidade sonham em representar o país no torneio, inclusive, Kelvin, que trocou o judô pelo jiu-jitsu há seis anos. Enquanto isso, ele já tem seu objetivo traçado para a temporada seguinte. “Minha ambição para o próximo ano é competir todos os Grand Slam do ano”, destaca.

 

Patinação velocidade

A delegação do Distrito Federal de patinação de velocidade já está em Orlando, nos Estados Unidos, para participar da competição Indoor World Class. O evento que reúne os melhores atletas da modalidade e acontece entre os dias 18 e 21 de abril.

 

Fazem parte da delegação o técnico Cléber Dalapicolla, a atleta Cindya Pardo e o atleta mirim Rafael Isidro. Cindya é uma atleta experiente. Já participou de outras edições do torneio. “Eu já fui como técnica da equipe e como atleta. Em 2017, como atleta, eu fiquei em terceiro na categoria máster e desta vez eu vou correr no indoor na Master e no outdoor no sênior”, explica a patinadora.

 

Já Rafael Isidro tem nove anos de idade e pratica a patinação velocidade desde os seis anos.  Apesar da pouca idade, ele já tem um currículo de gente grande. “Eu já competi várias vezes em campeonatos nacionais e fiquei em primeiro no Campeonato Brasileiro do ano passado realizado em Sertãozinho (SP)”, conta o atleta que disputa a categoria pré-mirim.

 

Para a competição em Orlando, tanto a Cindya quanto o Rafael, vão poder observar o nível dos demais competidores que disputam campeonatos internacionais. “É uma experiência importante para eles, principalmente para o Rafael, que poderá fazer um intercâmbio com outros patinadores e sentir o clima de uma grande competição”, comenta o treinador.