Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/09/19 às 16h21 - Atualizado em 12/09/19 às 17h18

Brasília estreia na rota internacional do Judô em outubro

COMPARTILHAR

Pela primeira vez, um dos maiores eventos esportivos mundiais de judô será disputado em Brasília. Entre 6 e 8 de outubro, o Grand Slam de Judô 2019 vai trazer para a cidade centenas de atletas e visitantes que poderão acompanhar de perto a disputa de judocas de 14 categorias por uma pontuação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, em 2020. Esta será a maior edição de Grand Slam Judô do país com atletas de 58 países e 390 judocas já inscritos até agora.

 

Nesta quinta-feira (12/9), o Palácio do Buriti se encheu de atletas da cidade, inclusive medalhistas, na solenidade de lançamento e apresentação das medalhas e da mascote (um lobo guará) que simbolizará o Grand Slam na capital. Esta será a quinta vez que o Brasil recebe o evento – as quatro primeiras edições, de 2009 a 2012, ocorreram no Rio de Janeiro. Este também será a primeira disputa do Circuito Mundial da Federação após o Campeonato Mundial do Japão, no mês passado.

 

A disputa do Grand Slam de Judô vale até mil pontos no ranking mundial do esporte. Por sediar o evento, o Brasil poderá inscrever até quatro atletas em cada uma das 14 categorias de peso em disputa nos tatames. O restante dos países só poderá inscrever até dois. A lista completa dos brasileiros que serão inscritos no campeonato será anunciada em 22 de setembro, após a disputa do Troféu Brasil Interclubes, também sediado na capital.

Investimentos
O Governo do Distrito Federal (GDF) tem investido no esporte e na realização de eventos esportivos na cidade. Somente no Grand Slam Brasília de Judô serão R$ 3 milhões – recursos garantidos por meio de verbas parlamentares da Câmara Legislativa. “Acreditados nas artes maciais como um fator transformador de educação e disciplina de jovens e crianças”, declarou o secretário de Esporte e Lazer do DF, Leandro Cruz.

 

Mais recursos

O crescimento de Brasília no calendário nacional de eventos esportivos se reflete na arrecadação do Estádio Nacional Mané Garrincha. De janeiro a setembro de 2019 a arena já arrecadou, com jogos e outros eventos, R$ 1.339.739,09, somando 53 eventos, sendo 20 jogos de futebol – dentre seis grandes partidas dos campeonatos Carioca, do Brasileiro e um da Seleção Brasileira contra o Catar.

 

Com partidas de futebol, foram arrecadados pelo GDF R$ 839.815,59. O valor é dez vezes maior do que a receita gerada pelo estádio no mesmo período de 2017 e duas vezes mais do que em 2018. Esse aumento na arrecadação se reflete no aumento de público que frequenta o estádio, inclusive com a realização de mais jogos do que nos anos anteriores.

 

Com informações da Agência Brasília